Resenha: O Cidadão do Ano (2014) um ótimo filme norueguês

Sinopse:

Nils Dickman (Stellan Skarsgard) é um homem sério e trabalhador que vive em uma inóspita região de montanhas da Noruega. Ele acaba de ser nomeado cidadão do ano por seus esforços, quando recebe a triste notícia de que seu filho morreu de overdose. Desconfiado da versão oficial da história, ele vai atrás dos verdadeiros responsáveis pela morte do filho e acaba se envolvendo com pessoas da máfia sérvia e norueguesa. O filme é dirigido por Hans Petter Moland.

Resenha:

O Cidadão do Ano (Kraftidioten) poderia ser só mais um filme de ação violento, mas o filme é muito mais que isso. Ele nós apresenta um interessante mistura de thriller, ação e até comédia – sim! Comédia, e que também atenta para a humanidade, e aí que está a originalidade do filme.

O humor fica por conta de personagens como o vilão Conde (Pal Sverre Hagen) que é tão brutal quanto infantil, um personagem um tanto caricato – o que não é algo ruim (neste filme) e seus capangas e até os policiais entram nessa lista.

O “Conde”

Mas não se engane, o filme traz consigo várias cenas de violência. Nils elimina os capangas (alguns “peões”) da quadrilha do Conde (que estão por trás da morte de seu filho) um por um. Ao receber a notícia do “sumiço” do seus capangas o Conde passar a acreditar que a máfia sérvia liderada pelo Papa (Bruno Ganz) é quem está por trás desses desaparecimentos. O que leva as duas quadrilhas à uma guerra, e Nils se vê envolvido.

Aqui você ri…

Aqui você morre…

Algo que achei bem interessante e acho que vale a pena ressaltar é a “tela preta” que aparece logo após ocorrer uma morte – seja ela mostrada a nós ou não. Ela traz uma cruz ou outro símbolo que represente a religião de cada personagem morto no filme.

Sem título

Na minha opinião O Cidadão do Ano é um filme acima da média. Tem um ótimo enredo, diálogos bem construídos e a ambientação (as terras cobertas por neve da Noruega) é de tirar o fôlego. Até as cenas de Nils com seu imenso limpador de neve de estrada são muito belas (acredite ou não). Ao contrário do que se pode pensar o grande diferencial do filme não é o humor, tampouco a ação, mas sim a humanidade de Nils.

Aqui acaba a minha resenha! Espero que tenham gostado!

Trailer oficial do filme (legendado):

Se você já assistiu deixe sua opinião nos comentários. E quem não assistiu, tá esperando o quê? Corre e assista!

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s